Estilo de vida

Nômade digital no Japão ─ Dicas para trabalhar remotamente na Terra do Sol Nascente

O Japão é um país que sempre foi um destino popular para turistas. Conhecido por sua rica cultura, comida deliciosa e paisagens deslumbrantes, não é de admirar que pessoas de todo o mundo cheguem ao Japão todos os anos. No entanto, nos últimos anos, o Japão também se tornou um destino popular para nômades digitais. São pessoas que trabalham remotamente e usam a tecnologia para realizar seus trabalhos de qualquer lugar do mundo.

Uma das razões pelas quais o Japão é um destino tão atraente para nômades digitais é sua infraestrutura confiável. Com internet de alta velocidade e um sistema de transporte bem desenvolvido, é fácil se manter conectado e se locomover pelo país. Além disso, a cultura de respeito e pontualidade do Japão o torna um ótimo lugar para trabalhadores remotos que precisam de um ambiente tranquilo e profissional para trabalhar.

Apesar de seus muitos benefícios, trabalhar como nômade digital no Japão traz alguns desafios. Por exemplo, a barreira do idioma pode ser difícil de navegar para quem não fala japonês.

Além disso, o custo de vida no Japão é relativamente alto em comparação com outros países da Ásia. No entanto, para quem está disposto a se esforçar, trabalhar como nômade digital no Japão pode ser uma experiência gratificante e inesquecível.

Entenda o conceito de nômade digital

Um nômade digital é alguém que usa a tecnologia para trabalhar remotamente e não está preso a um local específico. Isso permite que eles viajem e trabalhem de qualquer lugar do mundo. O conceito de nômade digital tornou-se cada vez mais popular nos últimos anos, à medida que mais e mais pessoas buscam um estilo de vida flexível e independente.

Os nômades digitais normalmente trabalham em setores como desenvolvimento de software, redação, design, marketing e consultoria. Eles usam laptops, smartphones e outros dispositivos móveis para se manterem conectados e produtivos enquanto estão em trânsito. Eles geralmente trabalham em espaços de coworking, cafés ou outros locais com Wi-Fi confiável.

Um dos principais benefícios de ser um nômade digital é a capacidade de explorar novos lugares e culturas, mantendo uma carreira. Essa pode ser uma ótima maneira de obter novas experiências, aprender novas habilidades e ampliar a perspectiva. No entanto, é importante observar que ser um nômade digital nem sempre é fácil. Pode exigir muita disciplina, organização e automotivação para se manter produtivo enquanto viaja.

No geral, o conceito de nômade digital é uma tendência crescente que permite que as pessoas trabalhem e viajem em seus próprios termos. Oferece uma oportunidade única de combinar trabalho e lazer de uma forma que não era possível antes do advento da tecnologia moderna.

Por que o Japão ─ 6 vantagens de ser um nômade digital no Japão

Fonte: digitalnomads.world

O Japão é um destino popular para nômades digitais devido à sua mistura única de cultura tradicional e moderna, sistema de transporte eficiente e tecnologia avançada. Aqui estão algumas vantagens de ser um nômade digital no Japão (fonte: O Nômade Digital):

1. Internet de alta velocidade

O Japão é conhecido por ter uma das conexões de internet mais rápidas e confiáveis ​​do mundo. Isso é essencial para os nômades digitais que dependem do acesso à internet para trabalhar remotamente. A maioria dos cafés, espaços de coworking e acomodações oferece Wi-Fi gratuito, facilitando a conexão.

2. Sistema de transporte eficiente

Sistema de transporte do Japão é conhecida por ser pontual, segura e eficiente. A extensa rede de comboios e autocarros facilita as deslocações pelo país, quer seja em trabalho ou lazer. Os nômades digitais podem aproveitar o Japan Rail Pass, que oferece viagens ilimitadas na maioria dos trens, ônibus e balsas por um período fixo.

3. Espaços de coworking

O Japão tem um número crescente de espaços de coworking que atendem aos nômades digitais. Esses espaços oferecem uma variedade de comodidades, como internet de alta velocidade, salas de reuniões e serviços de impressão. Eles também oferecem oportunidades para interagir com pessoas que pensam da mesma forma e participar de eventos e workshops.

4. Experiências culturais

A rica cultura e história do Japão oferecem oportunidades infinitas para os nômades digitais explorarem e aprenderem. De visitando templos antigos e santuários para experimentar festas e gastronomia tradicionais, há sempre algo novo para descobrir. Isso pode ajudar a quebrar a monotonia do trabalho e fornecer inspiração para projetos futuros.

5. Segurança

O Japão é conhecido por ser um dos países mais seguros do mundo. As taxas de criminalidade são baixas e as ruas são limpas e bem iluminadas, facilitando a exploração mesmo à noite. Isso proporciona tranquilidade aos nômades digitais que podem estar viajando sozinhos ou carregando equipamentos caros.

No geral, o Japão oferece uma experiência única e gratificante para os nômades digitais. Com seu sistema de transporte eficiente, internet de alta velocidade e cultura rica, não é de admirar que tantos optem por trabalhar remotamente neste país fascinante.

6. Estâncias de esqui no Japão

As estações de esqui do Japão oferecem uma combinação única de trabalho e lazer para nômades digitais. Aninhadas entre paisagens deslumbrantes, áreas como Hokkaido e Nagano oferecem esqui de classe mundial, além de internet confiável e acomodações aconchegantes. Esses destinos não apenas permitem atividades emocionantes ao ar livre, mas também servem como espaços de trabalho serenos. Imagine encerrar um projeto com vista para os picos cobertos de neve e depois relaxar nas encostas imaculadas. As estações de esqui do Japão atendem ao espírito aventureiro dos nômades digitais, combinando a emoção dos esportes de inverno com as necessidades do trabalho remoto, criando uma experiência de trabalho incomparável no coração da beleza do inverno. Para saber mais sobre estações de esqui no Japão, confira Club Med.

Desafios enfrentados pelos nômades digitais no Japão

Os nômades digitais no Japão enfrentam um conjunto único de desafios que podem dificultar o trabalho remoto. Aqui estão alguns dos desafios mais comuns enfrentados pelos nômades digitais no Japão:

Barreira de língua

Um dos maiores desafios enfrentados pelos nômades digitais no Japão é a barreira do idioma. Embora o inglês seja falado em algumas áreas, muitas pessoas no Japão não o falam fluentemente. Isso pode dificultar a comunicação dos nômades digitais com os locais, especialmente quando se trata de transações comerciais e questões jurídicas.

Alto custo de vida

O Japão tem a reputação de ser um país caro para se viver, especialmente nas grandes cidades como Tóquio e Osaka. Os nômades digitais podem achar difícil arcar com o alto custo de vida, especialmente se estiverem trabalhando como freelancers ou iniciando seu próprio negócio.

Espaços de trabalho limitados

Enquanto houver alguns Espaços de coworking no Japão, eles não são tão prevalentes quanto em outros países. Isso pode tornar difícil para os nômades digitais encontrarem um espaço de trabalho adequado, especialmente se estiverem procurando por uma comunidade de profissionais com ideias semelhantes.

Diferenças culturais

O Japão tem uma cultura única que pode levar algum tempo para se ajustar. Os nômades digitais podem achar difícil navegar pelas normas e costumes sociais, especialmente quando se trata de etiqueta comercial. É importante que os nômades digitais reservem um tempo para aprender sobre a cultura e os costumes japoneses para ter sucesso no país.

No geral, embora o Japão possa ser um lugar desafiador para os nômades digitais, também é gratificante. Com sua rica cultura, belas paisagens e tecnologia inovadora, o Japão tem muito a oferecer aos trabalhadores remotos que estão dispostos a se esforçar para ter sucesso.

Considerações Legais ─ Visto e Permissão de Trabalho

Fonte: thedigitalnomad.asia

Os nômades digitais que planejam trabalhar no Japão precisam obter o visto e a permissão de trabalho apropriados. O Japão tem leis rígidas de imigração e trabalhar sem a documentação adequada pode resultar em deportação e proibição de entrar no país no futuro.

Tipos de vistos

Existem vários tipos de vistos disponíveis para estrangeiros que pretende trabalhar no Japão. Os tipos de vistos mais comuns para nômades digitais são o visto de Gerente de Negócios e o visto de Especialista em Humanidades/Serviços Internacionais.

O visto de Gerente de Negócios é para indivíduos que planejam iniciar um negócio no Japão ou trabalhar para uma empresa japonesa. O visto de Especialista em Humanidades/Serviços Internacionais é para indivíduos que planejam trabalhar em uma área que requer conhecimento ou habilidades especializadas, como TI, marketing ou consultoria.

autorizações de trabalho

Além de obter um visto, os nômades digitais também devem obter uma autorização de trabalho. A autorização de trabalho é emitida pelo Ministério da Justiça e é necessária para qualquer tipo de emprego no Japão.

Para obter uma autorização de trabalho, os nômades digitais devem ter um visto válido, uma oferta de emprego de uma empresa japonesa e um certificado de elegibilidade. O certificado de elegibilidade é emitido pelo Ministério da Justiça e confirma que o indivíduo atende aos requisitos para uma autorização de trabalho.

Processo de Solicitação de Visto e Autorização de Trabalho

O processo de solicitação de visto e permissão de trabalho pode ser demorado e complicado. Os nômades digitais devem planejar iniciar o processo bem antes de sua chegada planejada ao Japão.

O processo de inscrição geralmente envolve o envio de vários documentos, incluindo passaporte, certificado de elegibilidade, carta de oferta de emprego e comprovante de suporte financeiro. Os nômades digitais também podem ser obrigados a passar por um exame médico e fornecer uma verificação de antecedentes criminais.

No geral, obter visto e permissão de trabalho no Japão pode ser um processo desafiador, mas é essencial para os nômades digitais que planejam trabalhar no país. Seguindo os procedimentos adequados e obtendo a documentação necessária, os nômades digitais podem trabalhar e morar legalmente no Japão enquanto aproveitam tudo o que o país tem a oferecer.

Custo de vida no Japão

O Japão é um destino popular para nômades digitais devido ao seu alto padrão de vida, segurança e experiências culturais únicas. No entanto, é importante entender o custo de vida no Japão antes de decidir torná-lo sua base.

Alojamento

A acomodação no Japão pode ser cara, especialmente nas grandes cidades como Tóquio e Osaka. O aluguel de um apartamento de um quarto no centro da cidade pode variar de ¥100,000 a ¥200,000 por mês, dependendo da localização e tamanho do apartamento. No entanto, existem opções mais baratas disponíveis, como apartamentos compartilhados ou aluguel fora do centro da cidade.

Comida e Bebida

Alimentos e bebidas no Japão podem variar de acessíveis a caros. Uma refeição em um restaurante local pode custar cerca de ¥ 1,000 a ¥ 2,000, enquanto uma refeição em um restaurante sofisticado pode custar mais de ¥ 10,000. Os mantimentos também podem ser caros, com um litro de leite custando cerca de ¥ 200 e uma dúzia de ovos custando cerca de ¥ 300.

Transporte

O transporte no Japão é eficiente, mas também pode ser caro. Um bilhete de ida no metrô de Tóquio pode custar cerca de ¥ 200, enquanto um passe mensal pode custar cerca de ¥ 10,000. Os táxis também estão disponíveis, mas podem ser caros, com uma tarifa mínima de ¥ 700 a ¥ 800.

Entretenimento

O entretenimento no Japão pode ser acessível ou caro, dependendo dos seus interesses. Um ingresso de cinema pode custar cerca de ¥ 1,800, enquanto uma noite em um bar pode custar cerca de ¥ 3,000 a ¥ 5,000. No entanto, também existem muitas atividades gratuitas disponíveis, como visitar santuários e templos, caminhadase explorar os bairros locais.

No geral, o custo de vida no Japão pode ser alto, especialmente nas grandes cidades. No entanto, também existem muitas opções acessíveis disponíveis, e as experiências culturais únicas o tornam um destino popular para nômades digitais.

Encontrar alojamento

Fonte: Studentroomrentals.com

Encontrar acomodação como nômade digital no Japão pode ser uma tarefa desafiadora, mas com um planejamento adequado, pode ser uma experiência agradável. Existem várias opções disponíveis para nômades digitais, incluindo aluguel de curto prazo, espaços de convivência e apartamentos com serviços.

Aluguéis de curto prazo são uma opção popular para nômades digitais que planejam ficar no Japão por algumas semanas ou meses. Sites como Airbnb e Booking.com oferecem uma ampla gama de opções, desde apartamentos econômicos até vilas luxuosas. Os aluguéis de curto prazo geralmente são totalmente mobiliados e equipados com todas as comodidades necessárias, incluindo Wi-Fi e utensílios de cozinha.

Espaços de convivência são outra opção para nômades digitais que desejam viver e trabalhar com pessoas que pensam como você. Esses espaços oferecem áreas de estar e de trabalho compartilhadas, que podem ajudar a criar um senso de comunidade e promover a colaboração. Alguns espaços populares de convivência no Japão incluem Borderless House, Sharely Style e Outpost Japan.

Os apartamentos com serviços são apartamentos totalmente mobiliados que estão disponíveis para estadias de curto ou longo prazo. Esses apartamentos geralmente são equipados com todas as comodidades necessárias, incluindo Wi-Fi, utensílios de cozinha e lavanderia. Alguns fornecedores populares de apartamentos com serviço no Japão incluem Oakwood, Somerset e Ascott.

Ao procurar acomodação no Japão, é essencial considerar a localização, o orçamento e as comodidades. Algumas áreas no Japão, como Tóquio e Quioto, pode ser bastante caro, enquanto outras áreas, como Osaka e Fukuoka, podem ser mais acessíveis. Também é importante considerar a proximidade com transporte público, supermercados e outros serviços essenciais.

Concluindo, encontrar acomodação como nômade digital no Japão pode ser uma experiência desafiadora, mas recompensadora. Considerando todas as opções disponíveis e planejando com antecedência, os nômades digitais podem encontrar a acomodação perfeita que atenda às suas necessidades e orçamento.

Espaços de coworking no Japão

O Japão é conhecido por sua tecnologia inovadora, e não é surpresa que o país tenha uma próspera cena de coworking. Os nômades digitais no Japão encontrarão uma variedade de espaços de coworking para atender às suas necessidades, desde modernos e elegantes até aconchegantes e tradicionais.

Um espaço de coworking popular em Tóquio é o Hive Jinnan, localizado no badalado bairro de Shibuya. Este espaço oferece uma variedade de espaços de trabalho, incluindo escritórios privados, mesas dedicadas e mesas de trabalho. O The Hive Jinnan também possui um terraço na cobertura e um café, tornando-o um ótimo local para trabalhar e socializar.

Outra opção em Tóquio é o Impact Hub Tokyo, que possui diversos locais espalhados pela cidade. Este espaço de coworking foca na inovação social e oferece uma variedade de eventos e workshops para seus membros. O Impact Hub Tokyo também possui uma área de café e lounge, perfeita para networking e colaboração com outros nômades digitais.

Para quem procura um espaço de coworking fora de Tóquio, Kyoto tem várias opções. Um destaque é o Kyoto Co-creation Hub, que oferece uma variedade de espaços de trabalho, incluindo escritórios privados, salas de reunião e hot desks. O espaço também hospeda eventos e workshops, tornando-se um ótimo local para os nômades digitais se conectarem com os locais e outros viajantes.

No geral, os nômades digitais no Japão encontrarão uma variedade de espaços de coworking para escolher, cada um com sua própria atmosfera e comodidades únicas. Se você prefere um espaço moderno e elegante ou aconchegante e tradicional, o Japão tem algo a oferecer para todos.

Oportunidades de rede

Fonte: freelancerfaqs.com

O Japão oferece uma gama de oportunidades de networking para nômades digitais. O país abriga uma próspera cena de startups, com muitos eventos e encontros voltados para empreendedores, freelancerse trabalhadores remotos. Aqui estão algumas das melhores oportunidades de networking para nômades digitais no Japão:

  • Eventos de inicialização ─ O Japão tem vários eventos de inicialização ao longo do ano, incluindo Startup Weekend Tokyo, Slush Tokyo e Open Network Lab. Esses eventos reúnem empreendedores, investidores e demais stakeholders do ecossistema de startups.
  • Espaços de coworking ─ Os espaços de coworking são um ótimo lugar para conhecer outros nômades digitais e empreendedores. Só Tóquio tem mais de 200 espaços de coworking, muitos dos quais oferecem eventos de networking e workshops.
  • Grupos Meetup ─ O Meetup é uma plataforma popular para encontrar e ingressar em grupos de indivíduos com interesses semelhantes. Existem muitos grupos Meetup no Japão focados em empreendedorismo, tecnologia e trabalho remoto.
  • Câmara de comércio ─ A Câmara de Comércio local pode ser um recurso valioso para networking e conexão com outros profissionais do seu setor. Muitas Câmaras de Comércio no Japão têm funcionários que falam inglês e eventos personalizados para empresários estrangeiros.
  • Associações profissionais ─ Aderir a uma associação profissional em seu campo pode ser uma ótima maneira de conhecer outras pessoas em seu setor e manter-se atualizado com as últimas tendências e desenvolvimentos. Algumas associações profissionais populares no Japão incluem a Associação de Tradutores do Japão e a Associação de Escritores do Japão.

No geral, os nômades digitais no Japão têm uma gama de oportunidades de networking disponíveis para eles. Quer você participe de eventos de startups, espaços de coworking ou associações profissionais, há muitas maneiras de se conectar com outros profissionais e aumentar sua rede.

Cultura Japonesa e Etiqueta

O Japão é um país com uma cultura rica e única, e entender seus costumes e etiqueta é essencial para os nômades digitais que desejam se misturar e mostrar respeito. Aqui estão algumas coisas importantes para manter em mente:

Curvando-se

Curvar-se é uma parte importante do cultura japonesa e é usado como saudação, pedido de desculpas ou sinal de respeito. Ao cumprimentar alguém, costuma-se fazer uma leve reverência e dizer “ohayou gozaimasu” (bom dia), “konnichiwa” (olá) ou “konbanwa” (boa noite). A profundidade da reverência depende da situação e do status da pessoa, mas um leve aceno de cabeça geralmente é suficiente para encontros casuais.

Sapatos

No Japão, é costume tirar os sapatos antes de entrar em uma casa, templo ou restaurante tradicional. Procure uma sapateira ou genkan (entrada) onde possa deixar os sapatos e calçar os chinelos, se houver. Certifique-se de usar meias limpas e evite andar nos tatames de meias ou chinelos.

Alimentação

Ao comer no Japão, é importante seguir certos costumes e maneiras. Antes de comer, diga “itadakimasu” (recebo com gratidão) para mostrar apreço pela comida. Também é educado esperar que todos sejam servidos antes de começar a comer. Use pauzinhos para pegar comida e evite apontá-los para outras pessoas ou deixá-los saindo de sua tigela. Quando terminar, coloque os pauzinhos de volta no suporte ou em um suporte para pauzinhos.

Doação de presente

Dar presentes é uma parte importante da cultura japonesa e geralmente é feito para mostrar apreço ou respeito. Ao dar um presente, costuma-se embrulhá-lo bem e apresentá-lo com as duas mãos. Evite dar presentes em conjuntos de quatro, pois o número está associado à morte no Japão. Se receber um presente, mostre gratidão fazendo uma reverência e dizendo “arigatou gozaimasu” (muito obrigado).

Ao seguir esses costumes e etiqueta, os nômades digitais podem mostrar respeito pela cultura japonesa e causar uma impressão positiva nos habitantes locais.

Ferramentas tecnológicas essenciais para nômades digitais

Fonte: weseektravel.com

Quando se trata de ser um nômade digital no Japão, ter as ferramentas tecnológicas certas é essencial para se manter produtivo e conectado. Aqui estão algumas ferramentas tecnológicas indispensáveis ​​para qualquer nômade digital:

laptop

Um laptop confiável é a espinha dorsal da configuração de qualquer nômade digital. É importante escolher um laptop leve, com bateria de longa duração e potente o suficiente para lidar com todas as tarefas necessárias. Algumas opções populares incluem o MacBook Air, Dell XPS 13 e Lenovo ThinkPad X1.

Mobile Hotspot

O Japão tem um ótimo sistema Wi-Fi público, mas nem sempre é confiável ou seguro. Um ponto de acesso móvel pode garantir que você sempre tenha uma conexão de internet segura e estável. Algumas opções populares incluem o Huawei E5577C e o Netgear Nighthawk M1.

Fones de ouvido com cancelamento de ruído

Esteja você trabalhando em uma cafeteria movimentada ou em um trem barulhento, os fones de ouvido com cancelamento de ruído podem ajudá-lo a manter o foco e a produtividade. Algumas opções populares incluem o Bose QuietComfort 35 II e o Sony WH-1000XM4.

Carregador portátil

Ficar conectado em movimento pode esgotar as baterias de seus dispositivos rapidamente. Um carregador portátil pode garantir que você sempre tenha energia suficiente para passar o dia. Algumas opções populares incluem o Anker PowerCore 10000 e o RavPower 26800mAh.

VPN

Usando uma VPN pode ajudá-lo a ficar seguro e proteger sua privacidade ao usar redes Wi-Fi públicas. Algumas opções populares incluem NordVPN e ExpressVPN.

No geral, ter as ferramentas tecnológicas certas pode fazer toda a diferença para um nômade digital no Japão. Ao investir em dispositivos confiáveis ​​e de qualidade, você pode garantir que estará sempre conectado e produtivo, não importa aonde suas viagens o levem.

Manter o equilíbrio entre vida profissional e pessoal

Manter o equilíbrio entre vida profissional e pessoal é fundamental para nômades digitais, especialmente aqueles que trabalham remotamente. É fácil o trabalho tomar conta da vida pessoal, levando ao esgotamento e à diminuição da produtividade. No Japão, onde a cultura do trabalho é notoriamente exigente, é fundamental estabelecer limites e priorizar o autocuidado.

Uma maneira de manter o equilíbrio entre vida profissional e pessoal é estabelecer uma rotina. Os nômades digitais podem se beneficiar da criação de uma programação que separe o tempo de trabalho do tempo pessoal. Isso pode incluir definir horários de trabalho específicos, fazer pausas e evitar atividades relacionadas ao trabalho fora desse horário. Estabelecer uma rotina pode ajudar os nômades digitais a manter o foco durante o horário de trabalho e evitar o excesso de trabalho.

Outra maneira de manter o equilíbrio entre vida profissional e pessoal é priorizar o autocuidado. Isso pode incluir exercícios regulares, alimentação saudável e sono suficiente. Os nômades digitais também podem se beneficiar fazendo pausas para se envolver em atividades que promovam o relaxamento e reduzam o estresse, como meditação, ioga ou passando tempo na natureza. Priorizar o autocuidado pode ajudar os nômades digitais a manter sua saúde física e mental, o que é essencial para o sucesso a longo prazo.

Os nômades digitais no Japão também podem se beneficiar ao aproveitar a cultura única do país. O Japão é conhecido por suas fontes termais, ou “onsen”, que podem ser uma ótima maneira de relaxar e descontrair após um longo dia de trabalho. Além disso, o Japão é o lar de muitos belos parques e jardins, que podem proporcionar uma fuga tranquila da agitação da vida da cidade.

No geral, manter o equilíbrio entre vida pessoal e profissional é essencial para os nômades digitais no Japão. Ao estabelecer uma rotina, priorizar o autocuidado e aproveitar a cultura única do país, os nômades digitais podem se manter produtivos, saudáveis ​​e felizes enquanto trabalham remotamente.

Fonte: relevantemagazine.com

Conclusão

Os nômades digitais no Japão têm uma oportunidade única de experimentar a rica cultura do país e as conveniências modernas enquanto trabalham remotamente. Com sua internet de alta velocidade, transporte confiável e abundância de espaços de coworking, o Japão é um destino ideal para quem deseja equilibrar trabalho e viagens.

Embora o custo de vida no Japão possa ser alto, os nômades digitais podem aproveitar as vantagens de acomodações acessíveis, como hotéis-cápsula e aluguel de Airbnb, para economizar dinheiro. Além disso, muitos restaurantes e lojas de conveniência oferecem opções de refeição acessíveis, facilitando o orçamento.

Um dos maiores desafios para os nômades digitais no Japão é a barreira do idioma. Embora o inglês seja amplamente falado nas grandes cidades, pode ser difícil se comunicar com os habitantes locais em áreas mais rurais. No entanto, com a ajuda de aplicativos de tradução e aulas de idiomas, os nômades digitais podem se adaptar rapidamente e superar esse desafio.

No geral, o Japão oferece uma experiência única e emocionante para os nômades digitais. Com sua mistura de tradição e modernidade, excelente infraestrutura e cultura acolhedora, não é de admirar que o Japão esteja se tornando um destino cada vez mais popular para trabalhadores remotos.

Terra e mundo é um lugar onde você pode encontrar diferentes fatos conhecidos e desconhecidos do nosso planeta Terra. O site também cobre coisas relacionadas ao mundo. O Site é dedicado a fornecer fatos e informações para fins de conhecimento e entretenimento.

Contacto

Se você tiver alguma sugestão e dúvida, entre em contato conosco nos detalhes abaixo. Ficaremos muito felizes em ouvir de você.

markofotolog [at] gmail.com

Divulgação da Amazon

EarthNWorld.com é um participante do Programa de Associados da Amazon Services LLC, um programa de publicidade de afiliados projetado para fornecer um meio para os sites ganharem taxas de publicidade por meio de publicidade e links para a Amazon.com. Amazon, o logotipo Amazon, AmazonSupply e o logotipo AmazonSupply são marcas registradas da Amazon.com, Inc. ou de suas afiliadas.

para o início